Estratégia 2016-2018

Apresentam-se a seguir as linhas mestras de atuação e traduzem a visão de futuro da Egas Moniz para o triénio 2016-2018 (proposta pela Direção da Egas Moniz e analisada, discutida, alterada e sufragada pelos alunos nas últimas eleições).

Esta estratégia, simultaneamente ambiciosa e atingível, pretende ser capaz de mobilizar as pessoas e as suas energias para a ação, não esquecendo os constrangimentos próprios, os globais e os do sector em que nos inserimos.

Em termos de enquadramento, no triénio 2016-2018, irão certamente continuar a sentir-se os efeitos da grave crise económica e financeira nacional por que passámos e da crise de uma Europa, com um cenário de fraco crescimento económico e altos índices de desemprego. Admitimos, por isso, uma estagnação ou redução de procura dos nossos cursos. Acresce, a demografia, cujo impacto será mais evidente a partir de 2018.

Pelo exposto, teremos, cada vez mais, que apostar na divulgação da nossa oferta no exterior, na qualificação e otimização do nosso corpo docente, na qualidade dos formados pelas nossas Escolas e na consolidação de uma imagem de prestígio e de qualidade, a par com um forte investimento na investigação científica e em outras áreas estratégicas, que aliem o ensino a uma componente de prestação de serviços à comunidade.

Dinamizaremos ainda mais as nossas empresas que prestam serviços à comunidade.

Há também que aumentar a oferta formativa, designadamente: de 2º ciclos, como complemento aos cursos de 1º ciclo já existentes no Instituto e na Escola; ensino profissional; pós-graduações, entre outros.

E com o esperado empenho e mobilização de todos, com a estabilidade da Cooperativa e com a nossa competência, estamos seguros que vamos conseguir.

Com este enquadramento, resumimos em 9 itens as nossas propostas para o próximo triénio:

1 – Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz

Incentivaremos e apoiaremos o lançamento de novos cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado, bem como a passagem a Instituto Universitário Egas Moniz. Contamos também arrancar com o Programa Doutoral em Ciências Biomédicas. Faremos uma aposta forte na divulgação da n/oferta no estrangeiro, designadamente em Espanha e França, tentando cativar alunos destes países.

2 – Escola Superior de Saúde Egas Moniz

Incentivaremos e apoiaremos o lançamento de novos cursos de Graduação, Pós-Graduação e Mestrado, nomeadamente na área da gerontologia. De igual modo, serão prioridades, os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) e os cursos de Licenciatura em Terapêuticas não Convencionais. Faremos uma aposta forte na divulgação da n/oferta no estrangeiro, tentando cativar novos alunos.

3 – Escola de Formação Profissional Egas Moniz

Dinamizaremos esta nova escola organizando cursos de formação profissional nas áreas da Medicina Dentária e do apoio a idosos/pessoas com necessidades especiais, entre outras.

4 – Residência Sénior Egas Moniz

Continuaremos a dinamizar a ocupação deste equipamento, e a sua utilização, pelos nossos alunos, como local de estágio. Continuaremos a potenciar as sinergias existentes entre as nossas Escolas/cursos e a Residência Sénior. Avaliaremos e estudaremos a hipótese de expansão das instalações.

5 – Investigação/Centro de Investigação Interdisciplinar Egas Moniz (CiiEM)

A investigação científica, as publicações em revistas indexadas e a progressão dos docentes nas respetivas carreiras continuarão a ser um objetivo basilar neste triénio. Esperamos conseguir reunir as condições para melhorar a classificação do Centro de Investigação Interdisciplinar Egas Moniz (CiiEM) por parte da Fundação da Ciência e Tecnologia.

6 – Congressos, Seminários e outros Eventos

Continuaremos a incentivar e a apoiar ativamente estas iniciativas dos alunos ou das Escolas, pela valorização que asseguram e pelo prestígio para a Instituição.

7 – Instalações e Equipamentos

Prosseguiremos a política de aquisição de novos equipamentos para laboratórios e clínicas, bem como a adequada manutenção dos existentes.

8 – Apoio à Comunidade

Continuaremos a incrementar o apoio à comunidade em que estamos inseridos, nomeadamente a dinamização das Clínicas Universitárias, sempre numa perspetiva de melhoria e aumento da oferta de serviços. Tentaremos enquadrar os serviços prestados com as necessidades sentidas pela população e com as necessidades do ensino.

9 – Apoio ao Associativismo e Cooperativismo

Incentivaremos e apoiaremos o desenvolvimento de atividades associativas, bem como do espírito cooperativo, pela importância que lhes reconhecemos na formação cívica dos nossos alunos.