III International Forum on Management

No passado dia 01 de fevereiro 2019, a Egas Moniz participou com uma comunicação oral no III International Forum on Management, promovido pela Universidade de Évora.

Inserida no simpósio “Responsabilidade Social nas Instituições de Ensino Superior – Partilha de experiências”, a Eng.ª Graciete Silva, em representação da Egas Moniz e da Direção Clínica, apresentou a Clínica Dentária Egas Moniz como uma boa prática de responsabilidade social.

Consideramos a Clínica Dentária como um exemplo da materialização e integração da missão tripartida das instituições de ensino superior, sendo um local privilegiado de ensino-aprendizagem, criação e transferência de conhecimento para a comunidade, permitindo maximizar/potenciar os nossos impactos educativos, cognitivos e socioeconómicos.

A importância da responsabilidade social faz com que a Egas Moniz a tenha adotado como um dos seus valores e “Visão”, pretendendo constituir-se como um polo de responsabilidade social, fortemente inserido na comunidade local, prestando cuidados de saúde e outros, particularmente aos mais carenciados.

A Clínica presta, desde 1992, um serviço de cuidados de saúde oral de qualidade à população, incluindo cuidados a baixo custo às populações carenciadas e alguns tratamentos gratuitos, extensíveis à comunidade académica, tendo vários protocolos celebrados com IPSS e outras instituições.

É garantido um diagnóstico completo e plano de tratamento talhado a cada paciente, desenvolvido pelos estudantes de medicina dentária e supervisionado pelos docentes. Os estudantes acompanham, de forma personalizada, os pacientes ao longo dos tratamentos, o que lhes permite o desenvolvimento de competências técnicas (através dos atos clínicos praticados) e pessoais (soft skills), determinantes para o seu sucesso futuro e integração no mercado de trabalho.

A Clínica disponibiliza ainda recursos materiais e humanos para a realização de ações de promoção de saúde oral, tais como rastreios epidemiológicos, e a transferência de conhecimento socialmente útil, visando a prevenção da doença e capacitação para a saúde (ex. sessões de sensibilização, hábitos e estilos de vida saudável), junto dos seus pacientes, público escolar, entre outros.

Paralelamente são realizadas ações de investigação que permitem estudar patologias e criar / desenvolver conhecimento, visando a sua aplicação direta na comunidade (ex. através do desenvolvimento de novas consultas, técnicas, entre outros).

Como oradores no simpósio, estiveram igualmente presentes o Instituto Politécnico de Portalegre e o ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), tendo contado com a moderação do Prof. Doutor Joaquim Mourato (Instituto Politécnico de Portalegre).