+ Mobilidade

A Egas Moniz, tem uma enorme preocupação em conferir aos seus alunos, professores, investigadores e staff-não académico um perfil internacional na procura da evolução profissional e pessoal.

Esta preocupação, com o desenvolvimento de um perfil internacional, foi-se desenvolvendo naturalmente ao longo dos anos e com o aparecimento de programas de mobilidade internacional, aos quais a Egas Moniz se tem vindo a candidatar sempre com enorme sucesso.

Estão atualmente disponíveis diversos programas de mobilidade aos quais os estudantes, professores, investigadores, e staff-não académico se podem candidatar.

Nos anos vindouros a Egas Moniz continuará a desenvolver este perfil internacional, em benefício da instituição e, certamente também, de todos os que nela estudam e trabalham.

 

Portal Study & Research Abroad

O Study & Research Abroad é um guia que disponibiliza informação e recomendações a quem pretenda realizar uma mobilidade académica e científica internacional, que conta com a colaboração da Direção-Geral do Ensino Superior, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, da Direção Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas, da Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação, e as Instituições de Ensino Superior.

Visa apoiar a mobilidade internacional de estudantes, docentes, investigadores e pessoal não docente que pretendam desenvolver atividades académicas e/ou científicas fora de Portugal.

Mais informações

 

Programas Financiados

A Egas Moniz aposta cada vez mais na internacionalização e, nesse sentido, tem procurado alargar os apoios que incentivem o intercâmbio científico e cultural, de forma a desenvolver novas oportunidades de internacionalização para todos os seus estudantes, investigadores, e pessoal docente e não docente.

As subvenções da União Europeia contribuem para cobrir as despesas de viagem e de estadia durante o período no estrangeiro, podendo o montante variar em função:

  • do país de acolhimento;
  • no caso da mobilidade envolver dois países do programa, do número de pedidos de pessoas do seu país interessadas em seguir uma formação no estrangeiro;
  • da distância entre o seu país e o país de acolhimento;
  • da existência de outras fontes de financiamento no seu país ou região (no caso do período de formação envolver dois países do programa);

Se o período de formação no estrangeiro envolver dois países do programa, a sua instituição de envio é responsável por todos os pagamentos devidos. Se o período de formação no estrangeiro envolver um país do programa e um país parceiro, a instituição de envio e de acolhimento decidirão qual delas será responsável pelos pagamentos.

Os níveis das subvenções para períodos de mobilidade que envolvem países do programa e países parceiros estão publicados no Guia do Programa Erasmus+. Consulte o sítio da sua agência nacional e a instituição de ensino superior de envio para informações sobre as taxas aplicáveis a períodos de formação que envolvem dois países do programa. Para mais informações sobre os níveis das subvenções, consulte o guia do programa.