“Profissões Sujeitas a Elevada Pressão Social: o trabalho em mudança e os medicamentos na gestão do desempenho”

Egas Moniz no Público

O projeto coordenado pela Prof. Doutora Noémia Lopes da Egas Moniz, intitulado “Profissões Sujeitas a Elevada Pressão Social: o trabalho em mudança e os medicamentos na gestão do desempenho” teve destaque no jornal Público. Este esteve presente na apresentação, em Lisboa no início deste mês.

 

A equipa que levou a cabo este projeto, entrevistou mais de 500 profissionais e selecionou três tipos de profissões para o estudo – enfermeiros, polícias e jornalistas. “São três profissões que têm em comum ter de lidar com ocorrências imprevisíveis, que requerem uma resposta imediata e que implicam ritmos de trabalho intensos” explica a coordenadora ao Público.

Uma das conclusões a que chegaram é que cerca de 40% destes profissionais consomem medicamentos para dormir, pois o ritmo e exigência do que fazem acaba por afetar a qualidade do seu sono.

 

Esta equipa conta com cerca de 10 investigadores de três instituições - Egas Moniz, Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE e Instituto de Sociologia da Universidade do Porto – e tem o apoio da Fundação para a Tecnologia e Ciência.

 

A notícia completa aqui: https://www.publico.pt/2021/12/10/sociedade/noticia/profissionais-trabalham-pressao-40-consomem-remedios-dormir-1988056